top of page

RANDONEIROS CAPIXABAS

WhatsApp_Image_2023-01-11_at_21.08.51-removebg-preview.png
WhatsApp_Image_2023-01-11_at_16.04.20__2_-removebg-preview.png
20190504_152859_edited.jpg
20221022_050900.jpg

SOBRE NÓS

O Randoneiros Capixabas foi criado em 2019 com o intuito de promover o ciclismo de longas distâncias no estado do Espirito Santo. 
Somos homologados pela ACP, Audax Club Parisien, órgão internacional que regulamenta esse tipo de prova, sob o código ACP 980065. E sob a tutela do Randonneur Brasil que coordena todos os clubes em território Brasileiro.

Promovemos BRMs (Brevets Randonneurs Mondiaux), de 200 a 1000 km.


Como funcionam os BRMs?

Neste tipo de pedalada existem Postos de Controle, os PCs, com horário de abertura e de fechamento pré-determinados. Cada ciclista recebe uma carta de rota com o percurso e localização dos PCs e o “Passaporte” que será carimbado e inserido o horário de passagem no respectivo posto. O tempo máximo para conclusão dos BRMs consta da tabela abaixo, de acordo com as regras da ACP.
 

Distância    Tempo

200 km       13h:30m

300 km        20h

400 km        27h

600 km        40h

1000 km      75h
 

Após a pandemia muitos clubes começaram a adotar provas totalmente autônomas, onde os ciclistas registram sua passagem pelos PCs via "selfie" enviando o registro para um grupo de WhatsApp criado pelo organizador. Nós do RC também adotamos essa prática.


Abaixo segue o link para o regulamento do clube:
https://drive.google.com/file/d/1L7IiSMMODGL_qh0mJOmKEs8gzQV-HQnl/view?usp=sharing

Link para regulamento BRM Randonneur Brasil:
https://www.randonneursbrasil.org/regulamento-brm/

 

Sou Daniel Filgueiras

Ciclista ativo desde 2016 e atual coordenador do Randoneiros Capixabas. 

Participante de provas de Audax Randounner desde 2019 e na frente do clube desde 2021. 

  • Instagram
20220507_064823_edited.jpg

REGULAMENTO

Regulamento do Clube Randoneiros Capixabas

As normas aqui estabelecidas seguem os preceitos do Regulamento Internacional da modalidade. No entanto, vale ressaltar que as regras abaixo tratam de detalhes locais e que algumas situações podem não serem contempladas no regulamento do ACP (Audax Club Parisien).

1-  Da Organização

2 – Responsabilidades da organização

3 – Participação

4 – Segurança e equipamentos

5 – Para o bom funcionamento do Brevet

6 – Casos de desclassificação

7 - Da premiação

8 - Apelação

9 - Regulamentos dos Clubes Brasileiros

 

REGULAMENTO

 

1- Da Organização

1a - Os Brevets 200, 300, 400, 600 e 1000 são eventos de longa distância, resistência e superação pessoal, organizados pelo Clube RANDONEIROS CAPIXABAS. Os Brevets, além das normas aqui descritas, seguirão também o Regulamento do Audax Club Parisien, Randonneurs Brasil e o Código Brasileiro de Trânsito1 .

1b - No ano de 2019, serão realizados apenas Brevets de 200km organizados por esse clube. A partir de 2020, o Clube RANDONEIROS CAPIXABAS poderá realizar outros Brevets BRM de 200, 300, 400 e 600km, Brevets LRM além de Fleches Brasil, Super Randonnée Permanentes e demais modalidades que constam do Randonneurs Brasil. Todas essas provas serão divulgadas em seu website e no calendário nacional do Randonneurs Brasil.

1c - Como se trata de um evento não competitivo sem colocação ou pódio e sem contagem de pontos para colocação em campeonatos estaduais, a participação dos atletas é puramente amadora. Não existe a necessidade de vínculo por parte dos atletas com quaisquer federações esportivas nem necessidade do Clube Randoneiros Capixabas a se submeter a qualquer filiação com estas entidades esportivas.

 

2 – Responsabilidades da organização

2a - A Organização é responsável por fazer cumprir as datas homologadas pela ACP e justificar alterações quando cabíveis, podendo o organizador suspender o evento por questões de segurança pública, condições meteorológicas e/ou motivos de força maior ou caso fortuito, sem aviso prévio aos participantes.

2b - Em caso de cancelamento da prova por motivos de força maior (morte, acidente, condições meteorológicas, etc), os organizadores estarão isentos de qualquer tipo de indenização ou reembolso que não seja a devolução da taxa de inscrição.

2c - Por se tratar de um evento de auto-suficiência, não haverá reembolso, por parte da organização, de nenhum valor correspondente a equipamentos e/ou acessórios utilizados pelos participantes. Independente de qual for o motivo, nem por qualquer extravio de materiais ou prejuízo que porventura os participantes venham a sofrer durante a participação nos eventos.

2d – A organização é responsável pela escolha e ampla divulgação dos trajetos em que se realizarão cada uma das etapas agendadas. Assim como pela autorização dos órgãos competentes (PRF, PRE, DER, DNIT e/ou Concessionárias de Pedágio) das rodovias utilizadas.

2e - A Organização fornecerá planilhas impressas e arquivos para GPS, que deverão ser utilizados pelos Participantes para navegação no percurso. Por este motivo:

● não haverá sinalização horizontal ou vertical do percurso, com placas ou faixas, salvo por decisão contrária da Organização;

● não haverá carro de apoio (batedor) à frente ou ao fundo dos grupos, salvo em Brevets que contarão com largada conduzida pela        autoridade de trânsito local sempre que possível;

● não haverá fechamento de tráfego motorizado em qualquer via.

2f - Cada participante é responsável e conhecedor de suas condições e aptidões físicas, mesmo assim, a organização recomenda a todos os participantes da prova a realização de uma rigorosa e completa avaliação médica prévia à participação no evento.

2g - Como se trata de uma prova de auto suficiência, a organização se isenta de dispor de resgate para qualquer participante que tenha desistido ou que tenha sido impedido de completar a prova por qualquer motivo. 

2h - A organização disponibilizará seguro de acidentes pessoais para cada participante inscrito durante o andamento das provas.

3 – Participação

 

3a - Poderão participar da prova pessoas regularmente inscritas de acordo com o presente regulamento.

3b - Em se tratando de uma prova de auto suficiência, longa duração e fisicamente extenuante, somente maiores de 18 anos podem participar.

3c – É altamente recomendada a presença do participante na Reunião Técnica, no horário e local divulgados pela Organização na programação do Evento. Nesta reunião serão dadas todas as instruções e detalhes sobre o evento. O participante que não comparecer à Reunião Técnica não poderá realizar qualquer reclamação ou alegação de informação transmitida naquela oportunidade.

3d – Apresentar, se solicitado pela organização, o número de homologação da etapa anterior àquela que está inscrito.

● Para participar do BRM 300 o ciclista deverá, se solicitado:

○ Apresentar homologação pelo menos de um BRM 200 no ano calendário corrente ou anterior.

● Para participar do BRM 400 o ciclista deverá, se solicitado:

○ Apresentar homologação pelo menos de um BRM 300 no ano calendário corrente ou anterior.

● Para participar do BRM 600 o ciclista deverá, se solicitado:

○ Apresentar homologação pelo menos de um BRM 400 no ano calendário corrente ou anterior.

● Essa regra (3d) não vale para atletas Super Randonneur. Estes podem realizar qualquer BRM do Randoneiros Capixabas a qualquer momento (consulte antes a coordenação).

 

3e - Após a efetivação das inscrições, a organização do evento não reembolsará o valor da inscrição aos participantes que desistirem de participar.

3f - Em caso de desistência ou desclassificação do ciclista participante, o mesmo deverá entregar para a Organização seu Passaporte e sua Placa de Identificação;

3g - Os PCs terão seus horários de abertura e fechamento devidamente comunicados. O não comparecimento do participante dentro desse limite de tempo, implicará na sua desclassificação. Os horários de abertura e fechamento são definidos com base em velocidades médias totais de 15km/h e 30 km/h (mínima e máxima).

3h - A largada poderá ser realizada em até 60 minutos da partida oficial dos inscritos e a ausência do participante dentro deste prazo igualmente ensejará na sua imediata desclassificação.

 

4 - Segurança e equipamentos

4a - Equipamentos obrigatórios:

● Capacete bem ajustado e afivelado à cabeça;

● Colete com refletivo durante todo o percurso da prova, independente da hora do dia ou noite;

○ A organização recomenda o uso de coletes que cubram parte do dorso e ventre dos atletas (colete fechado ou colete de vestir). Por questões de falta de segurança e visibilidade, não recomendamos a utilização de coletes refletivos do tipo “X”, “H” ou similares.

● Pisca traseiro vermelho com pilhas extras;

● Farol dianteiro com pilhas extras;

○ Tanto o farol dianteiro quanto os piscas traseiros deverão estar fisicamente fixados na estrutura principal da bicicleta (guidão, quadro, garfo, mesa, bagageiro, canote). Não serão aceitos piscas ou faróis presos no capacete, roupa, corpo ou mochila (a menos que já exista iluminação principal anexada à estrutura descrita anteriormente).

● É proibido o uso de piscas traseiros e dianteiros, bem como faróis dianteiros que utilizem baterias do tipo “moeda” (CR2032, CR2430, CR2025, CR2477 ou similares). A única iluminação permitida é aquela que utiliza pilhas AAA, AA, USB, Powerbank ou banco de baterias;

● Todos esses itens serão verificados na vistoria antes da largada. O participante que não estiver devidamente equipado será impedido de participar;

● Quando houver PCF - Posto de Controle Fotográfico: Câmera fotográfica digital ou celular com câmera digital;

● Para Brevets de 300km ou mais: Cobertor (manta) térmico. Mínimo de 01 unidade por participante.

4b - A falta de qualquer desses itens impede a participação ou desclassifica o ciclista da prova.

4c - Equipamentos recomendados;

● Telefone celular, funcionando e com bateria carregada.

● Óculos com duas lentes (diurna e noturna);

● Luvas;

● Capa de chuva e ou corta vento;

● Protetor solar;

● Ferramentas compatíveis com seu equipamento;

● Câmara reserva e remendos;

● Bomba de ar.

4d - A organização pode (sem ser obrigatório) disponibilizar aos participantes do evento, ambulância para prestação de primeiros socorros em caso de acidentes. Caso necessário o atendimento médico de emergência, este será prestado dentro do tempo necessário de deslocamento da ambulância até o local do sinistro e a remoção será efetuada para o hospital da rede pública mais próximo. Em caso de acidentes, os serviços públicos de saúde serão acionados.

 

5 – Para o bom funcionamento do Brevet

5a - O inscrito pode trocar de equipamentos durante o Brevet, nos seguintes casos:

● No Posto de Controle, sendo que a placa de identificação deve ser instalada no novo equipamento. Indispensável comunicar a Organização ou voluntários;

● O ciclista também pode comprar ou tomar emprestado de algum morador uma bicicleta durante o trajeto, desde que a mesma não seja entregue com serviços de tele-entrega ou semelhantes na estrada. Caso isso ocorra a Organização deve ser comunicada imediatamente, para avaliar a situação e autorizar ou não a continuidade do inscrito no Brevet;

● O ciclista pode ir até a sua casa se assim o desejar e trocar de bicicleta, desde que faça isso pedalando, se pegar um táxi, é apoio externo. Deve comunicar a Organização imediatamente de sua intenção.

5b – Em caso de desistência, o participante deverá comunicar imediatamente a Organização para:

● Solicitar resgate (caso esse seja possível e esteja disponível), informando o ponto do trajeto que se encontra;

Avisar que está pegando carona com veículo motorizado e deixando o evento.

5c – A Organização não tem obrigação de resgatar participantes que desistem ou quebrem seu equipamento durante o Brevet. Poderá realizar tal operação de acordo com disponibilidade de pessoas e veículos nas seguintes condições:

● Sem limitação de tempo para a ocorrência do resgate;

● Quando ocorrer, o resgatado será recolhido e encaminhado ao ponto seguro mais próximo;

● Os ciclistas que abandonarem a prova e necessitarem de resgate deverão esperar o término do Brevet, uma vez que a prioridade da Organização é fiscalizar o andamento e condições da prova.

 

5d – Somente serão permitidos carros de apoio, durante o Brevet, se devidamente autorizados e identificados pela Organização. Vale lembrar que o carro de apoio não pode ficar transitando acompanhando o ciclista. Ele deve esperar o ciclista chegar em cada PC para aí sim realizar o apoio necessário. O carro de apoio deve ser cadastrado no ato da inscrição do evento.

5e - O passo a passo anterior à prova é descrito abaixo:

1. O inscrito comparece à reunião técnica no dia e horário divulgado pela organização. O participante retira a carta de rota, identificação da bicicleta e passaporte;

2. No dia da prova, o participante realiza a vistoria pré-largada. Na vistoria todos os itens obrigatórios descritos no item 4 serão conferidos. Caso algum item esteja faltando, o participante não poderá largar até que esteja em conformidade (itens 4a, b, c).

6 – Casos de desclassificação

6a – Perder seu passaporte. A organização poderá, se assim achar necessário e for possível, fornecer um novo passaporte, mas apenas no PC1 antes de o mesmo ter recebido o carimbo de controle.

6b – Receber apoio de fora da prova em quaisquer pontos do percurso que não sejam os indicados pela organização (Postos de Controle). Para esta organização caracterizam-se apoio externo os seguintes casos:

● Ser acompanhado durante todo o percurso ou parte, por veículo de apoio.

● Receber qualquer tipo de objeto ou alimentos de pessoas que não estão formalmente no evento.

● Andar no Vácuo e ou em pelotões com outros ciclistas que não estejam devidamente inscritos para participar do evento (“carrapatos, chupins”).

● Pegar qualquer tipo de carona em veículo motorizado sob qualquer motivo ou pretexto.

6c – Utilizar a pista de rolamento para pedalar quando existir ciclofaixa ou acostamento em condições, desrespeitando assim o artigo 58 do Código Nacional de Trânsito Brasileiro. Art. 58. Nas vias urbanas e nas rurais de pista dupla, a circulação de bicicletas deverá ocorrer, quando não houver ciclovia, ciclofaixa, ou acostamento, ou quando não for possível a utilização destes, nos bordos da pista de rolamento, no mesmo sentido de circulação regulamentado para a via, com preferência sobre os veículos automotores.

6d – Jogar lixo em local indevido durante todo o trajeto.

6e - Desrespeitar os organizadores e demais ciclistas participantes ou faltar com a verdade quando questionado por organizadores, voluntários ou autoridades sobre qualquer informação.

6f – Colocar em risco a vida de qualquer outro participante ou cidadão que esteja utilizando a via pública.

6g – Pegar vácuo ou agarrar-se em qualquer veículo automotor, carroça etc.

6h – Desrespeitar qualquer norma do regulamento.

6i -Atletas Super Randonneurs podem atuar como fiscais de prova durante todo o trajeto à pedido da coordenação do evento. Estes serão “os olhos e ouvidos da organização” caso assim sejam solicitados pela coordenação.

 

7 - Do Reconhecimento

7a - Os atletas que completarem o Brevet dentro do tempo limite (13:30 hs para 200 km, 20 hs para 300 km, 27 hs para 400 km e 40 horas para 600 km) receberão um certificado e uma medalha comemorativo fornecidos pela organização do RANDONEIROS CAPIXABAS.

7b - A medalha oficial ACP (Audax Club Parisien) só poderá ser solicitada no momento da conclusão do Brevet, quando da entrega do passaporte. Esta medalha deverá ser paga no ato desta encomenda e o valor será definido previamente pela organização. Não haverá outro momento para solicitar e/ou pagar a medalha ACP. A entrega será feita após o envio pela França e desembaraço aduaneiro em solo brasileiro sem previsão de chegada ou entrega. As medalhas serão enviadas por correio aos solicitantes.

7c - Os Brevets não são eventos competitivos. Por este motivo, não há premiação (pódio) distinta para os ciclistas que completaram o percurso no menor tempo.

7d - Conforme a disponibilidade, podem ser sorteados ou entregues brindes aos participantes, mas não haverá disputa relacionada ao menor tempo para percorrer o trajeto dos Brevets.

8 - Apelação

Conforme o Artigo XVIII do Regulamento Internacional, qualquer queixa, ou reclamação, por qualquer motivo que seja, deverá ser expressa por escrito e enviado nas 48 horas seguintes a prova ao organizador que a examinará e a transmitirá com seus avisos ao responsável ACP (França) ou ao representante ACP (fora da França) para exame antes da decisão. Todo participante ao se inscrever está automaticamente concordando com todas as regras acima. Casos omissos neste Regulamento serão avaliados por esta Organização, que usará o Regulamento Internacional e o bom senso para tomar uma decisão final soberana.

9 - Regulamentos da Modalidade

 

Não deixe de conhecer todos os regulamentos gerais da modalidade no site do Randonneurs Brasil.

Daniel Filgueiras

Diretor Geral Clube Randoneiros Capixabas - Vila Velha, ES

Código ACP - 980065

Ciclistas

Eventos passados

BRM 1000 19/10/2023

20220416_071458.jpg
20220410_083817.jpg
20220611_051354.jpg
20220611_183615.jpg
20220716_150945.jpg
20220611_160635.jpg
20221022_070049.jpg
20190217_083455.jpg
IMG_1867_Comp-800x534_wm.jpg

CALENDÁRIO DE PROVAS

Provas e inscrição

BRM 300 LITORAL SUL 18/05/2024

Venha pedalar com o Randoneiros Capixabas pelo região do litoral sul.

A largada será as 05:00 horas da Igreja Nossa Senhora do Rosário, na Prainha, região histórica de Vila Velha.

Saindo da igreja seguimos até a Av. Champagnat sentido orla/ciclovia da Praia da Costa, Itapuã e Itaparica. Acessando a Rodovia do Sol, ES-060 sentido Guarapari. Passando pelo contorno de Guarapari até o Auto Posto Guarapari (SHELL) ao lado do McDonald's (PC 01).

Após seguimos pelo contorno de Guarapari sentido trevo de Meaípe. Seguindo pelo sul até o trevo de Ubú, entrar na ES - 146 e seguir até o primeiro trevo. Entrar no trevo na estrada da Estrada Anchieta.

Seguir em Anchieta até o Portal São José de Anchieta (PC 02).

Seguir pela ES-060 até o trevo de Piuma.

Seguir pelo centro de Piúma até a ponte do Canal Itaputanga.

Seguir pelo litoral sempre pela principal ES-060 até o Posto Dujuca (PC 03).

Seguir até a ponte da divisa dos estados ES - RJ. Posto da Policia Rodoviária Estadual do RJ (PC 04).

Retornar pelo mesmo caminho seguindo direto pelo litoral até a Marataízes. Igreja Nossa Senhora da Penha (PC 05).

Seguir pelo litoral até a ponte de Guarapari. Estátua do Tigrão (PC 06). Virar a PRIMEIRA direita após a ponte e seguir para a chegada, mesmo local da partida.

A prova é totalmente autônoma, sendo vetado qualquer tipo de apoio externo, pegar vácuo de pessoas não inscritas, carros de apoio não registrados (somente nos PCs) ou burlar a rota cortando caminho. Atletas Super Randonneur atuam como fiscais de prova. Qualquer irregularidade relatada o atleta será desclassificado.

Após a conclusão do BRM o atleta pode optar pela medalha francesa. Esta devera ser solicitada a coordenação do clube para que seja feito o pedido junto com a homologação da prova. Ela não esta inclusa no valor da inscrição e tem o valor de R$100,00 que devera ser pago no ato da solicitação. Dinheiro, PIX ou PICPAY.

Itens obrigatórios para a participação:

Capacete

Luva

Colete refletivo

2 Farois dianteiro

Manta Térmica

2 Luzes traseira vermelha (pilha ou USB) *pisca com carregamento por baterias tipo moeda não são aceitos*

Itens inclusos na inscrição:

Seguro atleta

Carta de Rota impressa e digital

Passaporte

Adesivos do clube

Medalha do clube

Certificado de conclusão digital

Homologação via ACP (Audax Club Parisien)

Link para baixar a rota:

https://ridewithgps.com/routes/45964871

https://www.strava.com/routes/3215391958031588440

Link para inscrição:

https://randoneiroscapixabas.inscrevase.com/

DUVIDAS E SUGESTÕES:

DANIEL FILGUEIRAS

(27)981820509

rancapixabas@gmail.com

 

20230920_154253.jpg
mapa.jpg

Resultados de provas anteriores

BRM 200 16/03/2024
Estrada da montanha

Contato

Daniel Filgueiras

Randoneiros Capixabas

(27)98182-0509

  • Youtube
  • Instagram

Thanks for submitting!

bottom of page